Diabetes gestacional: cuidados, sintomas e riscos

4 de novembro de 2021

Durante a gravidez, a mulher passa por modificações em seu equilíbrio hormonal. A placenta, por exemplo, é uma fonte importante de hormônios que reduzem a ação da insulina, que é o hormônio responsável pela captação e utilização da glicose pelo corpo. O pâncreas, consequentemente, precisa aumentar a produção de insulina para compensar este quadro. 

Em algumas mulheres este processo não ocorre ou ocorre de forma deficiente e elas desenvolvem um quadro de diabetes gestacional, caracterizado pelo aumento do nível de glicose no sangue. 

Quais são os fatores de risco e os sintomas do diabetes gestacional?

Os principais fatores de risco relacionados ao surgimento do Diabetes Gestacional são: 

  • Gestação múltipla;
  • Sobrepeso ou obesidade;
  • Hipertensão durante a gestação;
  • Idade materna mais avançada;
  • Histórico familiar de diabetes;
  • Ganho de peso excessivo durante a gravidez.

Uma das características da doença é a falta de sintomas. Enquanto algumas mulheres relatam sede constante, vontade frequente de urinar e cansaço, que podem ser confundidos com os sintomas da própria gravidez, outras não sentem nenhuma alteração.  

Por isso, é necessário ressaltar a importância do pré-natal e do acompanhamento multidisciplinar durante toda a gestação. Isso porque a combinação entre exames laboratoriais e estratégias nutricionais é fundamental na prevenção, detecção do diabetes e tratamento. 

Riscos do diabetes gestacional para a mãe

As consequências da diabetes para as mães envolvem aumento no risco de pré-eclâmpsia (elevação súbita da pressão), rompimento da bolsa amniótica antes do tempo previsto, maiores chances de aborto, diabetes após a gestação, problemas cardiácos. 

Riscos do diabetes gestacional para o bebê

Para o bebê, os riscos do diabetes gestacional são ganho de peso em excesso  e crescimento exagerado do corpo e dos órgãos (macrossomia fetal), que podem resultar em partos traumáticos, parto prematuro e hipoglicemia neonatal (queda brusca nos níveis de glicose).

Tratamento nutricional no diabetes gestacional 

tratamento nutricional diabetes

O diabetes gestacional é uma condição que merece cuidados e atenção redobrada. No entanto, não há motivo para pânico, mamães. Com um bom tratamento nutricional para diabetes é possível reduzir as chances de desenvolver a doença e controlar os índices glicêmicos.

Aqui, o ideal é garantir que mamãe e bebê recebam nutrientes na quantidade e na qualidade adequada para cada fase da gestação. Dessa forma, é possível manter os níveis de glicemia no sangue. 

Não pense que dieta é sinônimo de privação. Um bom nutricionista para diabetes, primeiramente, deve entender as suas preferências e necessidades nutricionais para montar uma estratégia viável a longo prazo sem que o prazer pela comida seja deixado de lado.

Além disso, a prática de atividade física, quando liberada pelo médico, é sempre muito bem-vinda e pode auxiliar muito no controle glicêmico. Agende uma consulta com a Dra. Diana Ruffato e tire suas dúvidas. 

Leia mais
Olá!

Gostaria de receber uma ligação?