A insulina é o hormônio produzido no pâncreas que é responsável por quebrar as moléculas de glicose (açúcar) no sangue e transformá-las em energia. Quando ocorre insuficiência ou má absorção de insulina, temos um quadro de diabetes.

No diabetes, o corpo não produz, ou então, não consegue empregar adequadamente a insulina produzida, causando o aumento da glicemia (hiperglicemia) no organismo, o que pode resultar em complicações no coração, nas artérias, nos olhos, nos rins e nos nervos.

Diabetes: quais os sintomas e tipos mais comuns?

Os tipos mais comuns de diabetes mellitus são o diabetes tipo 1 e o diabetes tipo 2.

Diabetes tipo 1

Se manifesta mais frequentemente em crianças e  adultos. O tratamento demanda uso diário de insulina e/ou outros tipos de medicamentos para controle da glicose, alimentação saudável e exercícios, sendo os principais sintomas:

  • Fraqueza e fadiga;
  • Perda de peso;
  • Mudanças de humor;
  • Náusea e vômito;
  • Fome e sede frequentes;
  • Vontade de urinar várias vezes ao dia.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, o diabetes tipo 1 concentra entre 5 e 10% do total de pessoas com a doença.

Diabetes tipo 2 

Ocorre quando o organismo não consegue aproveitar adequadamente a insulina produzida. A doença está relacionada ao sobrepeso, obesidade, sedentarismo, triglicerídeos elevados, hipertensão e hábitos alimentares inadequados. Os principais sintomas são:

  • Visão embaçada;
  • Fome e sede frequentes;
  • Formigamento nos pés e mãos; 
  • Feridas que demoram para cicatrizar;
  • Infecções frequentes na bexiga, rins e pele.

O tratamento também demanda uso de medicamentos, alimentação saudável e prática de exercícios, assim como o controle das causas relacionadas. De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, concentra cerca de 90% do total de pessoas com diabetes.

Tratamento nutricional para diabetes

O tratamento nutricional do paciente diabético é essencial no controle da doença. De modo geral, são quatro os objetivos principais do acompanhamento nutricional:

  1. Promover padrões alimentares saudáveis, com ênfase na variedade alimentar e buscando alimentos com alta densidade nutricional. A intenção é atingir ou manter um peso saudável, normalizar a glicemia (taxa de açúcar no sangue) e prevenir complicações provenientes da doença.
  2. Atingir as necessidades nutricionais de cada paciente, levando em consideração suas preferências pessoais, culturais e religiosas e traçar metas tangíveis para que a mudança de comportamento seja duradoura.
  3. Manter o prazer pela comida com base no oferecimento de informações sobre escolhas alimentares livres de julgamentos.
  4. Fornecer as ferramentas adequadas para que o próprio paciente desenvolva padrões alimentares saudáveis sem focar em macronutrientes e micronutrientes.

O paciente diabético precisa de uma alimentação saudável indefinidamente. Por esse motivo, a melhor dieta é aquela que ele vai conseguir seguir por toda a vida. Existem algumas estratégias nutricionais que, comprovadamente, funcionam para melhora do perfil glicêmico:

  • Dieta DASH;
  • Dietas plant based;
  • Dietas low carb;
  • Dieta do mediterrâneo.

Mas, não existe uma dieta única recomendada para todos, tampouco um número universal de calorias, carboidratos, proteínas e gorduras que as pessoas com diabetes podem ou não comer, baseado em suas preferências e necessidades individuais. Desse modo, para escolher a estratégia nutricional mais eficiente para o seu caso, o ideal é ter o acompanhamento de um nutricionista especializado.

Faça um acompanhamento nutricional com a Dra. Diana Ruffato

A Dra. Diana Ruffato é especializada em nutrição hospitalar e atua no tratamento nutricional para pacientes diabéticos. Agende uma consulta e cuide da sua saúde.

Quer fazer uma Avaliação ou
marcar uma Consulta ?
Conheça a nutricionista

Olá, sou a Dra. Diana Ruffato, Nutricionista em Alphaville com atendimento online para todo o Brasil.  Seja muito bem-vindo a minha página profissional!

Tenho uma formação em um curso de nutrição com foco em nutrição hospitalar, diferente de todos os outros cursos de nutrição do país que tem um foco maior em saúde pública e prevenção. Além de passar os 5 anos da faculdade dentro de um hospital, fiz mais 2 anos de aprimoramento em Nutrição Hospitalar e Mestrado e Doutorado com Doenças Raras.

Coloco dedicação e amor em tudo o que me proponho a fazer na vida e a Nutrição me permite ajudar as pessoas a viver uma vida mais leve e com mais saúde.

Minha experiência profissional foi toda voltada para a nutrição clínica e tratamento de doenças crônicas e agudas, o que torna meu atendimento diferenciado.

Sou Nutricionista formada pelo curso de Nutrição e Metabolismo da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, USP- RP. Cursei Aprimoramento em Nutrição Hospitalar do Hospital das Clinicas de Ribeirão Preto, USP com duração de 2 anos.

Mestre em Ciências pelo programa de pós-graduação em saúde da criança e do adolescente da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto e Doutora em Ciências também pelo programa de pós-graduação em saúde da criança e do adolescente da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, USP.

Ex-Docente na Universidade de Franca, SP. Foi supervisora de estágio no Hospital Santa Casa de Franca e Ribeirão Preto – SP.

Ver Currículo Lattes
Olá!

Gostaria de receber uma ligação?