Gordura no fígado: quando começar a se preocupar?

4 de maio de 2023

 

 

Diferentemente do que a maioria das pessoas pensa, o fígado não é apenas um órgão responsável pela metabolização do álcool presente nas bebidas alcoólicas que ingerimos. Também é responsabilidade do fígado realizar a eliminação de toxinas, produzir hormônios, filtrar o nosso sangue, armazenar vitaminas, converter nutrientes em energia e muito mais. Porém, por conta das suas inúmeras responsabilidades, o fígado também pode acabar acumulando gordura durante a sua atividade, resultando em uma condição conhecida como gordura no fígado.

 

Causas da Gordura no Fígado

gordura no fígado

 

 

Essa doença pode ser classificada de acordo com o seu nível de gravidade e também de acordo com a sua origem, sendo:

 

  • Doença Hepática gordurosa alcoólica: se refere a esteatose causada pelo consumo excessivo de álcool.

 

  • Doença hepática gordurosa não alcoólica: quando a esteatose está relacionada como sedentarismo, uso de medicamentos, alimentação rica em carboidratos e alimentos gordurosos, entre outros. Essa condição pode ser bastante perigosa quando não tratada, podendo levar a cirrose e até mesmo ao carcinoma hepatocelular.

 

Quais os sintomas da doença hepática gordurosa?

 

O paciente que sofre de esteatose hepática, ou gordura no fígado, nem sempre vai apresentar os sintomas, sendo uma condição comumente diagnosticada de forma acidental através de exames de rotina. Quando os sintomas se manifestam, o paciente pode relatar:

 

  • Desconforto ou dor na porção direita superior do abdômen;
  • Inchaço;
  • Fraqueza ou fadiga;
  • Distensão abdominal.

 

Por serem sintomas que podem estar relacionados com diversas outras condições, o médico responsável pelo tratamento pode solicitar alguns exames complementares, como a ultrassonografia do abdômen, ressonância magnética e exames laboratoriais.

 

Feito o diagnóstico pelo médico, é necessário iniciar o tratamento para eliminar este excesso de gordura presente no fígado.O tratamento da esteatose basei-se em mudanças no estilo de vida, com retirada da bebida alcoolica, praticas de atividades fisicas e ajustes na alimentação. 

 

Por isso é muito importante que o paciente se consulte com um nutricionista para se informar de como se alimentar diante de um quadro de esteatose. 

 

 

 

Leia mais
Olá!

Gostaria de receber uma ligação?