Saúde além do Peso: troque a balança pela qualidade de vida

12 de maio de 2022

Hoje em dia, sabemos que o sobrepeso e a obesidade podem estar relacionados a fatores genéticos e distúrbios hormonais, mas é inegável que hábitos alimentares inadequados e sedentarismo são as principais causas para o aumento de peso em crianças e adultos os distanciando de uma melhor qualidade de vida.

Mas, a verdade é que a saúde além do peso vai muito além do peso que identificamos na balança. As doenças associadas ao excesso de peso são o grande problema. Por esse motivo, mudar o estilo de vida e adotar uma alimentação consciente, com a orientação de um nutricionista, é imprescindível.

Por que focar apenas no peso não é saudável?

O culto pela magreza assola todo o mundo a muito tempo e apenas contribui para o desenvolvimento de doenças, como ansiedade, depressão e distúrbios alimentares. Por essa razão, ao adotar uma dieta o foco não deve estar exclusivamente na perda de peso.

É claro que não estamos falando aqui de casos específicos, nos quais saber o peso exato é necessário para fazer o controle de medicamentos e de tratamentos/doenças, como doenças renais crônicas, alguns tipos de cardiopatias, entre outras.

A frustração com as dietas muitas vezes acontece porque as pessoas não se dão conta que diversos outros fatores, e não apenas a alimentação, interferem no peso:

  • hidratação;
  • alimentação;
  • tipo de exercício;
  • ciclo menstrual
  • horário da pesagem;
  • prática de atividade física.

Para que as mudanças no peso e na forma física aconteçam, o foco principal deve estar voltado para as mudanças no seu comportamento alimentar, reconhecimento de fome e saciedade, melhora na sua qualidade de sono, prática de atividade física prazerosa, manejo de estresse e estilo de vida. O mais importante é ter a orientação de um nutricionista, comer com qualidade e de forma prazerosa e se exercitar de forma regular.

Se não é pra focar na balança, então, o que fazer pra alcançar uma boa qualidade de vida ?

A diretriz canadense para tratamento da obesidade publicada em 2020 teve grande repercussão mundial pois critica os tratamentos convencionais com foco apenas no peso.

De acordo com o guia “o tratamento do excesso de peso deve basear-se em princípios baseados na ciência para tratamento de uma condição crônica, deve validar as experiências do indivíduo, considerar além da abordagem SIMPLISTA do coma menos e mexa-se mais e procurar as CAUSAS do excesso de peso” (https://obesitycanada.ca/guidelines/chapters).

Aplaudo de pé essas considerações! E falam ainda mais! Eles sugerem que profissionais da saúde monitorem e deixem de praticar o preconceito com relação a pessoas com excesso de peso. Para isso, sugere que todos se façam a seguinte pergunta: você acredita que essa pessoa tem excesso de peso por falta de força de vontade? Se a resposta for sim, muito provavelmente existe algum grau de preconceito associado a isso e essa atitude de nada ajuda, muito pelo contrário!

Existem abordagens que não consideram o peso como objetivo e trabalham nas raízes do problema! O peso em excesso é consequência e não causa!

Algumas abordagens já utilizadas inclusive por grandes centros mundiais no tratamento do excesso de peso são Health at Every Size, Mindful Eating e Intuitive Eating! Ferramentas advindas desses programas ajudam a descobrir e muitas vezes realmente tratam as verdadeiras causas do excesso de peso.

Se o que foi dito aqui faz sentido para você, agende uma consulta e melhore sua qualidade de vida!

A Dra.Diana Ruffato é nutricionista e trabalha com uma abordagem gentil, cuja retomada da conexão com o próprio corpo é o principal foco. Aqui suas individualidades e necessidades específicas são priorizadas.

Leia mais
Olá!

Gostaria de receber uma ligação?