Estratégias nutricionais para pacientes com hipertensão

27 de março de 2024

Estratégias nutricionais para pacientes com hipertensão

 

A pressão alta, ou hipertensão arterial é uma doença na maior parte dos casos assintomática extremamente perigosa. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde, aproximadamente 1/3 das mortes estão relacionadas à hipertensão, sendo necessário estabelecer estratégias que ajudem a reduzir esses índices e garantir uma vida mais saudável. Nesse sentido, separamos algumas estratégias nutricionais para pacientes com hipertensão.

 

Antes de mais nada, precisamos determinar que hipertensão arterial se caracteriza por valores de pressão arterial sistólica maiores que 140 mmhg, e pressão arterial diastólica maior do que 90 mmhg (140/90 mmhg). 

 

Determinados esses valores, pode ser feito o diagnóstico de hipertensão arterial. A partir daí, é implementado um tratamento que ajuda o paciente a controlar esses índices e evitar as consequências do aumento de pressão arterial.

 

Por se tratar de uma doença na maior parte dos casos assintomática, a falta de Diagnóstico é bastante frequente e extremamente perigosa. A elevação da pressão arterial pode afetar órgãos como o cérebro, coração e rins, desencadeando outras doenças ainda mais graves.

 

Existe uma dieta para pacientes com hipertensão?

 

Dentre as principais estratégias implementadas para hipertensão, podemos citar:

 

Hábitos alimentares mais saudáveis

 

É importante incluir na dieta frutas, grãos integrais, vegetais, laticínios com baixo teor de gordura e peixes. Em contrapartida, deve ser reduzido o consumo de açúcar e gordura saturadas, sódio e carne vermelha.

 

A dieta Dash foi desenvolvida especificamente para combater a hipertensão e garantir uma alimentação mais balanceada. O foco desse padrão alimentar está nos grupos com propriedades protetoras, ricos em fibras, magnésio, potássio e cálcio.

 

Redução do consumo de sódio

 

O sódio é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento de hipertensão. A redução do consumo de sódio ajuda a prevenir a doença e contribuem para a redução dos índices de pressão arterial, sendo uma estratégia indispensável para quem sofre com a doença.

 

Para isso é possível reduzir o sal adicionado durante o preparo de alimentos, eliminar os alimentos ultraprocessados e temperos prontos, embutidos e sucos em pó da alimentação, se atentar ao rótulo dos alimentos, utilizar substitutos temperos naturais, entre outros.

 

Reduzir o consumo de bebidas alcoólicas

 

Pesquisas demonstraram que pessoas que consomem algo frequentemente apresentam maior fator de risco para o aumento da pressão arterial. A orientação profissional é que o consumo diário não ultrapasse duas doses para homens ou uma dose para mulher.

 

Aumentar o consumo de potássio

 

O potássio é fundamental para a melhoria da vasodilatação e redução da pressão arterial. É possível incluir alimentos que apresentem um alto índice de potássio e também realizar a suplementação dessa substância, dependendo da recomendação do profissional responsável pelo seu tratamento.

Leia mais
Olá!

Gostaria de receber uma ligação?