Tratamento nutricional em nefropatias

Tratamento nutricional em nefropatias

Divider Diana Ruffato Nutricionista

Tratamento nutricional em nefropatiasNefropatias são os conjunto de doenças renais. Podem ser crônicas (que evoluem lentamente e perduram por longos períodos da vida) ou agudas (doenças transitórias com cura em dias ou semanas).

Qual a função dos rins?

Os rins são glândulas que têm a função de filtrar o sangue e eliminar substâncias que podem ser prejudiciais ao organismo. Além disso, os rins contribuem para o equilíbrio de eletrólitos presentes no corpo, como potássio, cálcio, sódio, fósforo, magnésio, dentre outros.

Em pacientes com nefropatias, a filtração sanguínea e de eletrólitos é prejudicada.

A Doença Renal Crônica possui 5 estágios, cada estágio é definido de acordo com a taxa de filtração glomerular, ou TGF que é medida em ml/min/1,73m2 de superfície corporal. Em cada estágio a conduta nutricional é diferente e depende dos exames e da clínica do paciente.

Estágio TGF ml/min/1,73m2 de superfície corporal
1 Maior ou igual a 90
2 89-60
3 59-45
4 44-30
5 29-15
5D Menor que 15 – Dialise

Iniciando o tratamento nutricional

Divider Diana Ruffato Nutricionista

Tratamento nutricional em nefropatiasAqueles que têm filtração glomerular menor que 60 ml/minuto/1,73m2 de superfície corporal, é necessário iniciar um tratamento conservador, ou seja, sem diálise. Nesses pacientes alguns elementos precisem ser levados em consideração para a melhor conduta nutricional, como ingestão de proteínas, sódio, fósforo, potássio, cálcio, ferro e vitamina D, entre outros. A conduta nutricional será baseada em resultados de exames e clínica do paciente.

Diálise

Quando a taxa de filtração glomerular do paciente cair para valores a baixo de 15ml/min/1,73m2 de superfície corporal inicia-se o tratamento dialítico. O programa dialítico possui uma abordagem diferente do regime convencional, com uma maior ingestão proteica e calórica, visto que a perda de tal substância é maior quando o paciente entra em diálise. O principal objetivo é evitar a desnutrição do paciente e controlar os níveis de fósforo e potássio. Nesses casos temos atenção redobrada também aos níveis de cálcio e vitamina D. Mais uma vez o tratamento nutricional será direcionado a cada caso dependendo dos exames e da clínica de cada paciente.

Por isso, sempre busque o acompanhamento de um nutricionista para o direcionamento correto, pois cada tratamento deve ser feito de forma individualizada de acordo com as necessidades nutricionais do paciente.

Referência: Sociedade Brasileira de Nefrologia. Nutrição. Acesso em: sbn.org.br/publico/nutrição.

Leia Também

pacientes oncológicos

A desnutrição em pacientes oncológicos em estado avançado ocorre pela ingestão inadequada, pelo aumento das necessidades nutricionais decorrentes da própria doença uma vez que ela pode trazer prejuízos nos mecanismos de absorção dos nutrientes.

Pancreatites

As pancreatites são inflamações pancreáticas que podem altear as funções do pâncreas, comprometendo a produção e/ou eliminação das enzimas e hormônios produzidos por ele.

Tratamentos - Reeducação Alimentar

A Reeducação Alimentar consiste em mudar hábitos antigos, e ruins, com relação a alimentação, para hábitos melhores e mais saudáveis.