O Pâncreas é um órgão do sistema digestório. Ele é dividido em pâncreas exócrino, no qual são produzidas algumas enzimas digestivas, responsáveis pela digestão de carboidratos, proteínas e lipídeos, e parte endócrina, na qual são produzidos hormônios dentre eles a insulina, glucagon e somatostatina.

As pancreatites são inflamações pancreáticas que podem altear as funções do pâncreas, comprometendo a produção e/ou eliminação das enzimas e hormônios produzidos por ele. Essas pancreatites podem ser agudas ou crônicas.

As principais causas de pancreatites são: cálculos biliares, uso abusivo de álcool, traumas, hipertrigliceridemia grave, e causas desconhecidas.

Nas pancreatites agudas o grande problema que devemos observar é a dor. A dor está associada aos mecanismos secretórios de enzimas pancreáticas e bile. Dessa forma, a terapia nutricional visa manter o estímulo mínimo e o estado nutricional, utilizando para isso dietas com pouca fibra, baixa gordura, uma quantidade adequada de carboidratos e proteínas, de fácil digestão, com maior quantidade calórica e em quantidade pequenas, mais vezes ao dia.

De acordo com os últimos protocolos da Sociedade Europeia de Nutrição Enteral e Parenteral e com a Sociedade Americana de Gastroenterologia, a dieta oral ou enteral deve ser iniciada o mais rápido possível, dentro das primeiras 48 horas, e a dieta enteral é preferível em detrimento da parenteral quando a oral não é tolerada.

No caso das pancreatites crônicas, o grande desafio é manter o estado nutricional uma vez que a dor e a má absorção dos nutrientes levam à desnutrição quase que na totalidade dos casos. Dessa forma devemos lançar mão de suplementos alimentares, para atingir as necessidades calóricas, baixa ingestão de gorduras, adequadas em proteínas e muitas vezes avaliar necessidade de suplementar vitaminas, principalmente as solúveis em gordura pois são muito mal absorvidas.

Referências

American Gastroenterological Association Institute. Guideline on Initial Management of Acute Pancreatitis. Volume 154, Issue 4, Pages 1096–1101, 2018.
Rinninella et al. Nutritional support in acute pancreatitis: from physiopathology to practice. An evidence-based approach. Vol 21, Páginas 421-432, 2017.

Quer fazer uma Avaliação ou
marcar uma Consulta ?
Conheça a nutricionista

Olá, sou a Dra. Diana Ruffato, Nutricionista em Alphaville com atendimento online para todo o Brasil.  Seja muito bem-vindo a minha página profissional!

Tenho uma formação em um curso de nutrição com foco em nutrição hospitalar, diferente de todos os outros cursos de nutrição do país que tem um foco maior em saúde pública e prevenção. Além de passar os 5 anos da faculdade dentro de um hospital, fiz mais 2 anos de aprimoramento em Nutrição Hospitalar e Mestrado e Doutorado com Doenças Raras.

Coloco dedicação e amor em tudo o que me proponho a fazer na vida e a Nutrição me permite ajudar as pessoas a viver uma vida mais leve e com mais saúde.

Minha experiência profissional foi toda voltada para a nutrição clínica e tratamento de doenças crônicas e agudas, o que torna meu atendimento diferenciado.

Sou Nutricionista formada pelo curso de Nutrição e Metabolismo da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, USP- RP. Cursei Aprimoramento em Nutrição Hospitalar do Hospital das Clinicas de Ribeirão Preto, USP com duração de 2 anos.

Mestre em Ciências pelo programa de pós-graduação em saúde da criança e do adolescente da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto e Doutora em Ciências também pelo programa de pós-graduação em saúde da criança e do adolescente da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, USP.

Ex-Docente na Universidade de Franca, SP. Foi supervisora de estágio no Hospital Santa Casa de Franca e Ribeirão Preto – SP.

Ver Currículo Lattes
Olá!

Gostaria de receber uma ligação?